Brigadeiros

brigadeiro01
Uma iguaria 100% nacional! 
O brigadeiro é assim é chamado em quase todo o país, menos em Porto Alegre, onde o docinho é conhecido por “negrinho”.
Diz a história que, durante a campanha para a presidência da republica em 1954, as correligionárias mais prendadas do Brigadeiro Eduardo Gomes serviam o docinho
durante os encontros políticos. O candidato não ganhou, mas, em compensação, o seu docinho ficou mundialmente conhecido. 
Qual o gringo que não volta do Brasil louco por um brigadeiro? 

Tenho um amigo sueco, o Martin, que comeu pela primeira vez no meu aniversário em casa. Ele tinha acabado de chegar ao país e, depois de muitas caipirinhas, resolveu experimentar o tal docinho... Comeu o prato inteiro. Nesta época ele nem filhos tinha. Hoje são 3 adolescente e voltaram todos para Suécia. Mas, cada vez que nos encontramos sempre tem que ter brigadeiro.

Essa é a versão clássica e simples. Hoje em dia existem tantas novidades com os brigadeiros que até livro já rendeu!
Mas férias que se prezam têm que ter pelo menos 1 panela de brigadeiro, de preferência quente e na colher.

Beijos,
Paula

 

 

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
3 colheres de sopa de chocolate em pó
1 colher de sopa de manteiga
Granulado de chocolate

 

Modo de fazer:

  1. Em uma panela, misture bem todos os ingredientes e leve ao fogo. Vá mexendo até que o fundo da panela apareça.
  2. Enrole as bolinhas e passe pelo granulado de chocolate.

Para o brigadeiro de colher, retire antes que apareça o fundo da panela.
© Copyright Georgia Zeringota e Paula Weber – Todos os direitos reservados.

Receitas relacionadas